GABY e TÚLIO | Pré-wedding em Campos do Jordão

A Gaby  é daquelas noivas que eu amo! Empolgadíssima com casamento, que sonha, curte e cuida de cada detalhe, do planejamento à fase de execução. Abraçou o blog Nasci Pra Casar e desde quando decidiu compartilhar amor aqui com a gente tivemos muitas oportunidades de conversar e dividir alguns planos em comum, rs. Uma querida! Além disso, escreve muito bem e facilitou a minha vida! Construiu o raciocínio do post, inclusive colocando dicas valiosas. Vale a pena ler até o final!
O casal fez um ensaio babadeiro em Campos do Jordão e escolheu a cidade, porque era o que mais combinava com eles. “Nós gostamos muito de lugares frios, aconchegantes e com um ar mais romântico. Não somos muito fãs de regiões litorâneas, quando queremos descansar e relaxar.  Portanto, seguimos esta linha. Queríamos uma cidade romântica, em que fosse naturalmente iluminada para que pudéssemos fazer fotos noturnas! Além disso, ela é dotada de belos jardins e castelos. As fotos ficaram bem a nossa cara, e o ensaio noturno foi um sucesso!”
A história dos dois começou bem daquele jeitinho que geralmente acontece e a gente já conhece, contando com aquela força camarada dos amigos. “Bom, eu e Túlio nos conhecemos através de nossos amigos, Laís e Marcelo. Laís, uma das minhas melhores amigas, Marcelo um dos melhores amigos dele, namoravam naquela época e atualmente, estão noivos também.  No início do mês de abril de 2014, eu estava em BH, onde Túlio morava quando eu o conheci, e Laís me convidou pra sair dizendo que naquele dia, ela e Marcelo iriam a uma boate para comemorar o aniversário do amigo do marcelo (Túlio) e que queria nos apresentar.
Eu aceitei o convite e fui me encontrar com eles na boate. Nós chegamos antes do Túlio, subimos para o segundo piso, começamos a tomar uns drinks e conversar, até que Marcelo anunciou a chegada do Túlio pedindo que fossemos para o piso inferior.
Eu me lembro de descer as escadas observando o movimento na pista de dança, e bem ainda das escadas, eu vi um rapaz, lindo, que por sinal estava olhando pra mim também! Dentre tantas pessoas, eu o avistei de longe.
Nos conhecemos naquela noite, e estamos juntos até hoje, 3 anos depois. Vivemos indo e vindo por um bom tempo, pois morávamos em cidades diferentes. Eu em Coronel Fabriciano e ele em BH. Até que então, na primeira oportunidade, ele se mudou para minha cidade.
Em janeiro de 2015 ele me fez o pedido de casamento! Estávamos no apartamento dele e enquanto eu arrumava para sair, ele me chamou pra encontrá-lo na sala. Eu fui. Chegando lá ele me abraçou e me perguntou: Amor, o que mais falta nesse apartamento? Eu comecei, então, a dar a ele uma lista de coisas que faltavam e que eu queria colocar… kkkk.
Daí, ele me interrompeu, segurou as minhas mãos, se ajoelhou e disse: Nada disso importa, o que falta aqui é você se tornar minha noiva. Aceita se casar comigo? E é claro que a resposta foi SIM!
Desde janeiro de 2015 eu venho vivendo casamentos e suas coisas. Eu e minha mãe nos encarregamos de olhar tuuuudoooo que manda uma festa de casamento. Começaram então as reuniões, orçamentos e escolhas. E tudo foi escolhido com muito amor e carinho. E cá estamos hoje, nas vésperas do casamento e eu ainda sinto que precisava de mais tempo pra organizar as coisas!
A Gaby teve tempo para escolher com calma e bastante dedicação tudo o que era referente ao casamento. Ela fez questão de participar de cada detalhe. “A arte dos chinelos, as pulseirinhas vale-conforto, os porta guardanapos com o nosso brasão, as lembrancinhas dos padrinhos, a fonte, o design dos laços e a escrita do convite, o meu vestido *_*, o cardápio do buffet, as flores da decoração, as músicas da cerimônia, da recepção. Enfim, tudo eu acompanhei de perto. Tudo passou por minha aprovação. E o que eu tenho a dizer? Ser noiva é uma arte. Organizar um casamento é um projeto de engenharia. Você precisa conseguir casar todos os seus fornecedores, desde os mais pequenos até os de maior relevância e peso, e fazer com que, cada um com sua contribuição, faça o seu casamento acontecer”. E ela está corretíssima! Por isso, o trabalho do cerimonial é tão importante, é como se fosse um maestro no meio dos músicos. É quem precisa conduzir todas essas equipes com brilhantismo.
 “Se for fazer pulseirinha vale conforto, terceirize a mão de obra ou comece bem antes, pra ter prazo, porque dá um trabalho descomunal, kkkk… Me arrependi de ter inventado de eu mesma fazer, na primeira pulseira! E a mais importante das dicas: contrate a assessoria do cerimonial o quanto antes, e dos pacotes mais completos o quanto for possível, e claro, se couber no orçamento. Organizar um casamento envolve gerenciar muitas peças, e os mínimos detalhes são os que mais te consomem tempo e disposição. A gente começa pensando que não, que é tranquilo, mas quanto mais próximo vai chegando da data é que você vai conhecer a real cara do casamento, a parte burocrática, de contratação de seguranças e fiscais,  reunião com fornecedores, previsão de bebidas, iluminação, ensaios, dentre outras inúmeras tarefas e ajustes que vão aumentar ainda mais a ansiedade (e preocupação) do grande dia!  Eu não contratei a assessoria completa pois eu já havia iniciado minhas atividades, já tinha muitos contratos fechados quando contratei cerimonial, e eu pensava que não havia necessidade. Mas vai por mim, há necessidade SIM e MUITA! O cerimonial tem experiência no ramo e pode te poupar de muita dor de cabeça e noites de sono perdidas!” Essa dica da Gaby, já conversamos por aqui e ela tem toda razão. O legal é que agora ela compartilha sua própria experiência! E muito obrigada por isso.
Gaby e Túlio, que a felicidade desse momento esteja sempre com vocês! Em breve, o casório também no ar S2!
Beleza Gil Minogue | Ph Impacto Produções

Deixe uma resposta