O nosso roteiro de viagem para Tailândia | Destination Wedding Maria Letícia e Thomaz- Post#2

Conheça o roteiro da nossa aventura rumo ao Destination Wedding na Tailândia.

Pensa numa pessoa ansiosa? Sou eu! Vocês que já estão por dentro do que está acontecendo e que já leram o meu último post dessa série de Destination Wedding na Tailândia, sabe que dia 30 de outubro eu e mais 58 pessoas partiremos rumo ao paraíso! E uma viagem que já era pra ser naturalmente incrível por conta de ser um destino extremamente exótico,  rico em cultura e riquezas naturais, agora ficará imensamente mais emocionante por conta do casamento dos nossos amigos Maria Letícia e Thomaz.

Hoje quero compartilhar com vocês o nosso roteiro básico de viagens e algumas curiosidades desse paraíso.

– 30 de outubro , a partida!

Partiremos de BH com destino a São Paulo no dia 30 de outubro. Na madrugada do dia 31 pegaremos um voo mara no 380 da Emirates até Dubai e em seguida iremos para Bangkok. São cerca de 24h de voo pro meu desespero, porque morro de medo de voar. O que não fazemos pelos amigos?!rs…

– 1 a 3 de novembro – Bangkok

Nossa viagem começa em Bangkok, que é a capital tailandesa desde 1782 e possui mais de 8 milhões de habitantes. Bangkok, (que significa cidade dos anjos e dos templo brilhantes) é uma abreviação do nome da cidade, que consta no Guinness Book como o maior nome de cidade do mundo, possuindo 152 letras.

A cidade é a verdadeira porta de entrada da Ásia, possui um super aeroporto com vôos de/para o mundo inteiro, shopping centers enormes, um sistema de transporte público eficiente e muitos estrangeiros visitando ou vivendo na cidade. Bangkok é uma das mais frenéticas metrópoles do planeta, exótica e caótica, possui uma atmosfera vibrante que mistura a modernidade dos arranha-céus, elegantes centros comerciais, bares e restaurantes exclusivos, com a tradição budista. São mais de 400 templos budistas, monges andando pelas ruas, tuc-tucs, reverências à amada família real, rituais religiosos, culturais e gastronômicos, além de um povo extremamente alegre e acolhedor.. Um turbilhão de sensações, cores, sons, cheiros e sabores. Apaixonante!

– 3 a 5 de novembro – Chiang Mai

De Bangkok seguimos para Chiang Mai, no norte da Tailândia. Chiang Mai é uma cidade profundamente religiosa, que mistura templos belíssimos com experiências sensacionais com tigres, elefantes e tribos da região. São mais de 300 templos na cidade conhecida como a capital espiritual do país. Tudo isso conectado por um voo de apenas 1h15 de Bangkok. Pode ser que Chiang Mai não seja tão conhecida dos brasileiros quanto Bangkok ou a paradisíaca Ko Phi Phi, mas é a segunda maior cidade da Tailândia e um dos principais destinos turísticos do país. A cidade foi eleita recentemente por uma conceituada revista de turismo como a melhor cidade da Ásia para se visitar, isso porque combina um centro movimentado cheio de restaurantes descolados, hotéis urbanos e modernos, templos históricos e mercados enormes onde se encontra de tudo.

A cidade foi construída em 1296 como uma cidade murada e rodeada por um fosso. Esta área é hoje chamada de Old City e tem apenas 1,5km², essa é a melhor região para se hospedar, caminhar, se perder pelas ruas, esbarrar com templos riquíssimos e aproveitar seus restaurantes maravilhosos.

Chiang Mai é uma daquelas cidades que mexem com a gente profundamente, sua atmosfera é completamente diferente, longe da agitação e noites intermináveis das praias e da capital, a cidade oferece uma lista enorme de atividades para todos os gostos, além de ótimos restaurantes, em um ambiente agradável e relaxante. É Um lugar que mistura forte e profunda religiosidade com experiências únicas com animais e tribos com costumes que, provavelmente, você nunca viu antes.

– 5 a 7 de novembro – Railay Beach

Krabi é uma província na costa sudoeste da Tailândia que engloba várias cidades e ilhas, são mais de 150 ilhas, entre elas as famosas Ko Phi Phi Don e Ko Phi Phi Le. Este será nosso primeiro destino nas praias do mar de Andaman. Voando de Chiang Mai ou Bangkok chega-se em Krabi, e de Krabi pega-se a ferry para Phi Phi. Achamos que vale a pena dormir uma ou duas noites em Krabi antes de seguir para Phi Phi para aproveitar a belíssima Railay Beach, e de Railay sai uma ferry diariamente para Phi Phi.

Railay beach in Krabi Thailand

Railay Beach fica na província de Krabi e está cada vez mais famosa mundo afora, isto porque é maravilhosa e ainda conserva uma certa tranquilidade. Além de ser rodeada por montanhas enormes e ter um mar muito esmeralda, a praia também leva o título de pôr do sol mais bonito e fotogênico da Tailândia. Sua vizinha, Phranag Cave Beach, também não fica pra trás e rende belíssimas fotos do entardecer,  suas formações rochosas gigantescas parecem ter sido esculpidas pelo mar e as cavernas que existem dentro dos penhascos emolduram cada extremidade da praia.

Railay é mais tranquila que Phi Phi, mas possui uma vilinha bem movimentada e muitas opções de restaurantes charmosos pé na areia, dentro de cavernas, de hotéis ou na vila.

– 7 a 11 de novembro – Koh Phi Phi

E, finalmente, a estrela da Tailândia (e do casamento..rs), não que os outros lugares não sejam incríveis, mas Phi Phi encanta profundamente, sua energia é especial e este é, com certeza, um dos paraísos na terra.

O nome original do arquipélago, que fica na costa do mar de Andaman é Koh Phi Phi. Este é dividido em duas ilhas: Phi Phi Don, onde estão os hotéis, restaurantes e vida noturna e Phi Phi Leh, inabitada, mas onde fica Maya Bay e outras praias maravilhosas.

Ambas as ilhas têm a forma aproximada de uma maçã mordida dos dois lados, com duas baías, uma de costas para a outra. Com águas em um tom de azul-turquesa, vida marinha em abundância e areias brancas, cercadas por majestosas falésias de pedra calcária, que dão uma sensação de isolamento, sua beleza chega a ser difícil de assimilar.

Quem desbravou essas ilhas foram os alpinistas que escalavam os gigantes paredões de rocha que tem por toda a ilha. Depois as ilhas começaram a ser procuradas pelos mergulhadores devido a sua rica flora e fauna. Mas o que fez a ilha realmente lotar de turistas foi o filme A Praia com o ator Leonardo DiCaprio.

Somente é possível chegar no arquipélago por via marítima, não existe aeroporto por lá, os voos chegam, principalmente, em Krabi ou Phuket e de lá é necessário pegar um transporte marítimo para Phi Phi .

– 11 a 14 de novembro – Dubai

Faremos um stop over em Dubai, por isso pouquíssimo tempo. Depois entro em mais detalhes.

Curiosidades sobre a Tailândia

Almejada por quase todas as pessoas do mundo, a Tailândia é um país que merece a fama que tem, é incrível, com praias paradisíacas, templos budistas impressionantes, cidades históricas, elefantes, tigres, mulheres girafas e uma miscelânea cultural!

A Tailândia, cujo nome significa “terra dos homens livres”, fica no Sudeste Asiático, fazendo fronteira terrestre com Cambodia, Laos, Myanmar e Malásia. Excluindo a Malásia e incluindo o Vietnã, esta região é conhecida como Indochina, isso porque estes países estão “espremidos” entre duas grandes culturas asiáticas: a indiana, a oeste, e a chinesa, ao norte.

A população da Tailândia, cuja capital é Bangkok, é de aproximadamente 67 milhões de habitantes, sendo que 75% é etnicamente tailandesa e 14% chinesa. As montanhas tailandesas abrigam diversas tribos, com destaque para a Pa Dong, onde as mulheres usam colares de metal que esticam o pescoço, sendo conhecidas como “mulheres-girafas”.

O país é uma monarquia constitucional, ou seja, o primeiro-ministro é o chefe de governo e o monarca é o chefe de Estado. Na atualidade o monarca é o Rei Bhumibol Adulyadej, o Rama IX, sua foto está presente em TODOS os lugares, ele é muito amado e respeitado por lá. Chefiando a nação desde 1946, é o chefe de estado que tem mais tempo no poder em todo o mundo.

O Budismo é a essência da Tailândia, já que 94% da população é Budista, o restante é dividido entre 5% de Muçulmanos e 1% de Cristãos. Os tailandeses são extremamente religiosos, por esse motivo grande parte do turismo do país se concentra nos templos. São também muito sorridentes e amigáveis.

A culinária Tailandesa é fresca, aromática, colorida e tradicionalmente apimentada. Para quem gosta de uma boa mesa é um néctar. Usa quatro elementos principais: arroz, frutas e legumes, massas e especiarias numa combinação que junta os ares da cozinha chinesa, com as especiarias indianas, além da pimenta malagueta portuguesa. A combinação dos ingredientes leva a sabores que muitas vezes agregam amargo, doce e apimentado ao mesmo tempo. É exótica e afrodisíaca.

A moeda tailandesa é o Thai Baht (THB). Para facilitar a conversão rápida corte um zero do valor em Bahts para tê-lo em Reais aproximado.

Sobre os gastos, existem duas Tailândias: a mochileira e a gourmet. Come-se e dorme-se muito bem pagando razoavelmente pouco, mas se quiser conhecer super hotéis e super restaurantes não vai custar pouco, mas vai valer cada centavo!

Se você gosta de massagem, vai descobrir que a Tailândia é o berço dessa “arte”, então nem cansado você vai ficar por lá, a cada esquina existem dezenas de ofertas de massagistas por pouquíssimos Bahts.

O sul da Tailândia, onde ficam as praias, possui duas costas distintas: Mar de Andaman (oeste) e Golfo da Tailândia (leste). No primeiro é onde ficam as famosas Phuket e Ko Phi Phi, além de Krabi e no segundo está Ko Samui. As duas têm períodos chuvosos contrários. Nesta viagem iremos conhecer o mar de Andaman, Krabi e Phi Phi, além da capital Bangkok e da linda Chiang Mai mais ao norte.

Fonte: site do casório

Deixe uma resposta